5 Princípios Bíblicos para Te Proteger dos Envolvimentos Sedutores do Pecado

Eu ouvi isso de novo e de novo. “A Bíblia é um livro antigo e mitológico irrelevante para a cultura moderna.”

É isso? A comunidade cristã discordaria. Aqueles que não seguem a Cristo não estão convencidos.

Poderíamos trancar e discutir sobre isso até que Jesus retornasse.

Mas nossas manchetes locais recentemente explodiram com os resultados de uma investigação de meses sobre o tráfico sexual, uma investigação que começou em nosso próprio país (EUA) e se estendeu através das fronteiras estaduais e internacionais.

E enquanto eu observava os desdobramentos se desenrolando – e eles ainda estão se desdobrando mesmo agora – eu não pude deixar de pensar em uma dura verdade daquele “antigo livro mitológico“.

Certifica-te de que o teu pecado te encontrará” (Números 32:23).

Esta foi uma afirmação verdadeira quando foi escrita há milhares de anos, e é verdade hoje. Temos apenas que ouvir as notícias para confirmar sua precisão.

Celebridades, gigantes corporativos, modelos de papéis filantrópicos. E claro, “pessoas comuns”. Membros em ascensão da comunidade. Maridos, pais e filhos. Todos aprenderam da maneira mais difícil que, embora possamos esconder nosso pecado por algum tempo, a escuridão de todo pecado será revelada algum dia.

Então, o que podemos aprender com seus fracassos … e os nossos também?

Podemos começar com algumas verdades difíceis da Bíblia:

1. Comece com uma nova natureza.

…o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem…quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor.” ( Rom 7:18b,24b).

Confiar em nossa própria força nos condenará antes de começarmos. Mas quando entregamos nossa vida a Jesus Cristo, Seu Espírito habita em nós para nos guiar, convencer e capacitar a fazer o que é certo.

VEJA TAMBÉM
O Novo

2. Não acredite em sua própria força.

O coração é mais enganoso do que todas as coisas” (Jr 17: 9a).

Ninguém está imune à tentação. Quanto mais tentamos nos convencer de que somos mais fortes e melhores do que a próxima pessoa, é o momento em que tropeçaremos e cairemos. E se as pessoas dizem coisas boas o suficiente sobre nós, depois de um tempo, começamos a acreditar no que elas dizem.

Mas uma avaliação precisa de quem somos não vem do que as pessoas dizem sobre nós. Em vez disso, é encontrado ao nos medirmos contra o prumo da Palavra de Deus.

3. Seja responsável por pelo menos uma outra pessoa – encontre seu “Natã”.

Fiel são as feridas de um amigo, mas os beijos de um inimigo são enganosos” (Provérbios 27: 6b).

O rei Davi precisava que o profeta Natã falasse a verdade em sua vida (“Tu és este homem!” [2 Sm 12: 7b) depois que ele pecou com Bate-Seba. Também precisamos de pessoas que falarão corajosamente a verdade em amor, independentemente de como poderíamos inicialmente recebê-la.

4. Escolha seus amigos com sabedoria.

Não se engane: ‘A má companhia corrompe a boa moral‘” (1 Coríntios 15:33).

Palavras tristes que descrevem uma espiral descendente de pecado e derrota, uma espiral que poderia ter sido interrompida com os amigos certos para nos encorajar em retidão.

5. Comece pequeno e vá longo.

Filho meu, guarda o mandamento de teu pai e não desampares a instrução de tua mãe” (Provérbios 6:20).

As pessoas raramente acordam uma manhã e decidem: “Hoje, agendarei uma falha moral“. Acontece quando nos distanciamos de Deus em vez de nos rendermos a Ele e nos imergirmos em Sua Palavra.

VEJA TAMBÉM
Porque Jesus era chamado de “Rabino”?

Pense em uma estrada de terra. Se a estrada não for classificada regularmente, dois sulcos aparecerão do caminho repetido dos pneus do carro. Ao nutrir o hábito da obediência em áreas aparentemente sem importância, criamos caminhos ou caminhos de obediência. Isso constrói nosso autocontrole pouco a pouco até que possamos resistir a tentações maiores.

A Bíblia era relevante quando foi escrita e é relevante agora.

O que você fará com as duras verdades da Palavra de Deus hoje? {eoa}

por: Ava Pennington é escritora, palestrante e professora da Bíblia. 
traduzido e adaptado por: Pb. Thiago Dearo

Deixe a sua opinião!

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido