A Parábola de Jesus – Como memorizar a Bíblia Sagrada?

A Parábola de Jesus - porque ele ensinava assim?

282

O estilo de ensino de Jesus pegou as pessoas de surpresa. Foi cativante e acessível. Ele ensinou em pequenas histórias alegóricas chamadas parábolas.

De fato, Marcos nos diz que quando Jesus ensinou: “Ele não lhes disse nada sem usar uma parábola” (Marcos 4: 34a).

É por isso que as pessoas ficaram surpresas com o ensino Dele. A maneira como Ele se comunicava era acessível a todos, mas ainda carregava uma autoridade que os judeus do primeiro século nunca tinham experimentado.

Aqui estão três razões pelas quais Jesus ensinou em parábolas:

  1. PARÁBOLAS ERAM FÁCIL DE ENTENDER

Muitas discussões espirituais giram em torno de conceitos e ideias abstratas. Por causa disso, algumas pessoas as evitam como impraticáveis ??e inúteis. Jesus queria contornar os mestres da lei e levar Sua mensagem diretamente ao povo, o que significa que Ele tinha que se comunicar de uma maneira que ressoasse com eles.

Usando parábolas, Jesus foi capaz de compartilhar verdades religiosas que poderiam se conectar imediatamente com seus ouvintes. Quando essas verdades correspondiam às coisas de suas vidas cotidianas – como panificação, agricultura e viagem – elas entendiam.

As pessoas se tornam mais engajadas quando ouvem uma história. Eles não estão apenas envolvendo as partes de seus cérebros usados ??para processar a linguagem. Eles envolvem as mesmas áreas de sua mente que fariam se estivessem experimentando a história. Enquanto as pessoas ouviam a parábola do filho pródigo, eles se sentiam chocados com uma criança pedindo sua herança cedo, ou empatia quando o filho pequeno começou a sofrer. Engajar a imaginação das pessoas permitiu que o ensinamento de Jesus realmente chegasse em casa.

  1. PARÁBOLAS SÃO FÁCEIS DE LEMBRAR

Não é suficiente que as palavras de Jesus sejam fáceis de entender; eles precisavam ser memoráveis. Uma história dá ao ouvinte um gancho para segurar e um método fácil de comunicar a mesma lição aos outros.

Nossos cérebros querem processar informações com base em padrões. Nós interpretamos novas informações e escolhas através de uma lente de experiências e conhecimentos anteriores. As parábolas permitiam às pessoas de sal do mundo conectar ideias espirituais abstratas com padrões que eram significativos para elas. Quando novas informações são apresentadas em uma forma narrativa familiar, nossos cérebros são mais capazes de reter essas informações.

As parábolas de Jesus tinham uma cadência parecida com a história que as pessoas identificaram com:

  • Começo
  • Desafio ou problema
  • Resolução

Isso permitiu que os ouvintes de Cristo se lembrassem e comunicassem essas mesmas verdades aos outros com facilidade.

  1. PARÁBOLAS REVELAM OS CORAÇÕES DOS OUVINDORES

Às vezes, as pessoas só valorizam conceitos que são complexos e difíceis de entender. Isso os faz se sentirem inteligentes e importantes. Isso descreve muitos dos fariseus. Pessoas assim rejeitam ideias que são muito acessíveis. Mas isso é porque, em vez de buscar a verdade, esses líderes queriam ser os únicos proprietários e administradores de conceitos esotéricos. Como as parábolas de Jesus eram acessíveis a todos, os fariseus provavelmente consideraram-nas tolas e irrelevantes.

Isso cumpriu a profecia de Isaías de que as pessoas estariam “ouvindo, mas nunca entendendo; jamais vendo, mas nunca percebendo” (Isaías 6: 9b).

Jesus compartilhou as verdades do reino de maneiras que até uma criança poderia entender. Mas por causa de sua dureza de coração, muitos em Israel não os aceitariam. Jesus fala desse fato quando os discípulos perguntam por que Ele fala em parábolas.

Porque o conhecimento dos segredos do reino dos céus foi dado a você, mas não a eles. Quem quer que seja, será dado mais, e eles terão uma abundância. Quem não tiver, até mesmo o que tiver, será tirado deles. É por isso que falo com eles em parábolas: “Embora vendo, eles não vêem; embora ouvindo, eles não ouvem ou entendem”, (Mateus 13: 11–13).

A IMPORTÂNCIA RESISTENTE DAS PARÁBOLAS

Na Grande Comissão, Jesus incentivou Seus discípulos a sair e fazer mais discípulos. Parte dessa responsabilidade incluía “ensiná-los a observar tudo o que eu lhes ordenei” (Mateus 28: 20a). O fato de os ensinamentos de Jesus serem tão facilmente compreendidos e memoráveis ??tornou possível esse comando. E porque os ensinamentos de Jesus são tão fáceis de entender e compartilhar hoje!

A importância de memorizar a Bíblia

Você já deve ter ouvido de muitas pessoas que é importante memorizar versículos da Bíblia, muitos dizem que devemos fazer isso para usarmos como escape na hora em que as tentações baterem em nossa porta, para alcançar um nível de intimidade maior com Deus e muitas outras coisas. Separamos uma lista com várias razões para você guardar a Palavra do Senhor em sua mente.

  1. Memorizar as escrituras torna a meditação possível: Precisamos guardar a Palavra em nossas mentes para que em ocasiões onde não temos como ler a bíblia, por exemplo, meditar na palavra com o que já temos guardado. E a meditação é o caminho para um entendimento profundo da palavra. Então, se você vai meditar na lei do Senhor de dia e de noite (Sl 1:2), se faz necessária a memorização de um pouco das escrituras em sua mente.
  2. Memorizar as escrituras fortalece a minha fé, pois a fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus (Rm 10:17). E isso acontece quando estou ouvindo a palavra em minha mente.
  3. Memorizar as escrituras molda o jeito com que eu vejo o mundo, conformando a minha mente de acordo com o ponto de vista de Deus em tudo.
  4. Memorizar as escrituras torna a palavra de Deus mais acessível para vencer as tentações do pecado, pois admoestações e as promessas de Deus são o caminho pelo qual vencemos as mentiras enganadoras do diabo.
  5. Memorizar as escrituras protege a minha mente, fazendo com que seja mais fácil, para mim, detectar erros. E o mundo está cheio de erros, pois “o deus deste mundo” (o diabo) é um mentiroso.
  6. Memorizar as escrituras me capacita de golpear satanás na face com uma força que ele não pode resistir, para proteger a mim mesmo e a minha família de seus ataques.

7.Memorizar as escrituras fornece a fonte para um relacionamento com Jesus, pois Ele fala conosco através de sua Palavra e em nenhum outro lugar, De uma forma doce, poderosa, autêntica e real, então nós o respondemos em oração, e se a palavra dEle estiver em nossa mente poderemos conversar com Ele em qualquer lugar.

Como memorizar a Bíblia Sagrada?

Apresentamos para você, um treinamento em que Você Memorizará Mais Versículos em 1 semana do que em toda a sua vida! (aqui)

Descubra o Revolucionário Curso de Memorização da Bíblia!

Você vai aprender a memorizar…

  • O nome de todos os livros da Bíblia de trás para frente e de frente para trás
  • Suas posições numéricas
  • Toda a divisão bíblica
  • A ideia e assunto dominante de cada livro da Bíblia
  • O tamanho relativo de todos os livros bíblicos
  • Datas bíblicas importantes
  • Períodos bíblicos para reter na memória
  • O calendário judaico
  • Toda a cronologia do Reino dividido
  • Todos os Reis de Israel e de Judá
  • Textos famosos da Bíblia inteira
  • Histórias do Antigo Testamento
  • Histórias do Novo Testamento
  • Todos os milagres de Jesus
  • Todas as parábolas de Jesus
  • Todas as orações de Jesus
  • A Vida de Jesus
  • Sua Morte e ressurreição
  • E muito mais!!!

CLIQUE AQUI E CONHEÇA O CURSO DE MEMORIZAÇÃO DA BÍBLIA!

Deixe a sua opinião!