De acordo com o site Independent, um estudante australiano que decidiu mudar seu sexo para se tornar uma menina, disse que está arrependido, dois anos depois de passar pelo processo de transformação (que inclui tratamentos hormonais).

  • O menino australiano Patrick Mitchell foi diagnosticado com disforia de gênero aos 12 anos
  • Patrick, agora com 14 anos, desenvolveu seios após tomar hormônios de estrogênio
  • Dois anos depois, ele fez uma mudança dramática e parou de tomar medicação
  • Patrick precisa de cirurgia para reduzir os seios que ele desenvolveu por causa do tratamento 

Com apenas 12 anos de idade, Patrick Mitchell implorou a sua mãe para começar a tomar hormônios de estrogênio, depois que os médicos o diagnosticaram com disforia de gênero – uma condição em que uma pessoa está confundida com seu gênero.

Em sua mudança sexual, o menino deixou seu cabelo crescer e começou a tomar os hormônios, mas 2 anos depois, Mitchell retornou às suas origens.

Como resultado de seu arrependimento, Mitchell confiou em sua mãe e explicou que queria reverter uma transição para voltar a ser um menino.

“Não me sinto seguro de que eu tenha uma menina dentro de mim”, disse o jovem.

Agora, Patrick tem certeza de que ele é do sexo masculino, sua mãe disse que os médicos estavam errados em “perceber ele tão rapidamente” quando ele foi diagnosticado com disforia de gênero.

Alguns dos efeitos dos hormônios estrogênicos são permanentes, e Patrick precisará de cirurgia para reduzir os seios que ele desenvolveu ao tomar o tratamento.

“Eu acho que provavelmente é o último passo para me fazer voltar a ser normal”, disse ele.

“Eu acho que estou ansioso para não ter que usar roupas largas e poder nadar e praticar esportes”.

Patrick precisará de cirurgia para reduzir os peitos que ele desenvolveu tomando estrogênio.

Patrick e sua mãe vão viajar para a Coréia do Sul para a cirurgia, um dos poucos países dispostos a realizar o procedimento em um garoto de 14 anos, de acordo com 60 Minutes.

Portal Padom

Deixe seu comentário!