Após descobrir câncer, grávida recusa fazer aborto e dá sua vida pelo filho

Mãe grávida com câncer cerebral agressivo recusa o aborto, abandona o tratamento em vez de salvar o bebê

Uma mãe grávida, mas que padece com uma forma agressiva de câncer de cérebro se recusou a recomendação medica para que ela abortasse, em vez disso, decidiu abandonar o tratamento para salvar seu bebê.

Carrie DeKlyen, é mãe de cinco crianças, foi diagnosticada com Glioblastoma Multiforme em abril e passou a ser acompanhada pelo estudo clínico na Universidade de Michigan. No entanto, ao encontrar-se com os médicos, ela foi informada de que estava grávida e precisaria realizar um aborto para prosseguir o tratamento.

Ela declinou.

O médico disse: ‘Se você não abrotar este bebê, Carrie, você vai morrer’, seu marido, Nick, contou a People Magazine. “Mas foi a decisão de Carrie, e eu disse ‘O que você quer fazer?’ Ela respondeu: “Nós vamos manter o bebê “.

DeKlyen teve duas cirurgias cerebrais desde que removeu o tumor, mas retornou outras duas vezes. Um mês atrás, a enfermidade DeKlyen se agravou e desde então ela não despertou. Agora, às 23 semanas de gestação, DeKlyen encontra-se em estado vegetativo no hospital e sua família espera que ela possa aguentar por mais cinco semanas para que os médicos possam realizar o parto.

Nick, que conheceu sua esposa desde a infância enquanto frequentavam a mesma igreja, confessa que é difícil perder sua esposa, mas ele apoia sua decisão. Ele deixou seu trabalho para estar ao seu lado.

“Seu tempo está se aproximando, mas eu sei que a verei novamente – não nesta vida, mas depois do meu tempo, eu vou estar com ela novamente no céu”, ele disse à People Magazine. “Ela tomou a decisão de dar sua vida por outra vida, e eu não poderia estar mais orgulhoso”.

A cunhada de DeKlyen, Sonya Nelson, criou uma página do GoFundMe para ajudar com as despesas médicas da família.

“Carrie fez uma ressonância magnética ontem; Os resultados não são bons. O tumor está crescendo rapidamente. Está se espalhando para uma parte do cérebro que pode afetar o bebê“, escreveu no sábado passado. “Por favor continue orando pela nossa família! Obrigado a todos por seu apoio contínuo!”

Portal Padom

Comente

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido