Bancada Evangélica articula derrubar decreto de posse de armas de Bolsonaro

O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza o porte de armas, parece não ter agradado nenhum pouco os deputados que compõem a Bancada Evangélica.

Por discordarem da liberação do uso de armamentos, os religiosos no Legislativo, que conta com 195 deputados, estão articulando uma maneira de derrubar esse decreto.

Embora o PSOL, PT e Rede já terem apresentados decretos que pedem a revogação do porte de armas, os deputados evangélicos não pretendem apoiar as inciativas dos partidos de esquerda, mas estarão apresentando o seu próprio projeto se for preciso.

Estou conversando com vários deputados, e já temos vários que vão apoiar sim o decreto legislativo, desde que não seja apresentado por partidos de esquerda. Não apoiamos nada do PT. Se for do PT não terá nosso apoio — disse o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), em entrevista ao O Globo.

Comente

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido