Conheça o maior homem que já viveu – além de Jesus

“E completou-se para Isabel o tempo de dar à luz, e teve um filho. E os seus vizinhos e parentes ouviram que tinha Deus usado para com ela de grande misericórdia, e alegraram-se com ela. E aconteceu que, ao oitavo dia, vieram circuncidar o menino, e lhe chamavam Zacarias, o nome de seu pai. E, respondendo sua mãe, disse: Não, porém será chamado João. E disseram-lhe: Ninguém há na tua parentela que se chame por este nome. E perguntaram por acenos ao pai como queria que lhe chamassem. E, pedindo ele uma tabuinha de escrever, escreveu, dizendo: O seu nome é João. E todos se maravilharam. E logo a boca se lhe abriu, e a língua se lhe soltou; e falava, louvando a Deus. E veio temor sobre todos os seus vizinhos, e em todas as montanhas da Judéia foram divulgadas todas estas coisas. E todos os que as ouviam as conservavam em seus corações, dizendo: Quem será, pois, este menino? E a mão do Senhor estava com ele. E Zacarias, seu pai, foi cheio do Espírito Santo, e profetizou, dizendo: Bendito o Senhor Deus de Israel, Porque visitou e remiu o seu povo, E nos levantou uma salvação poderosa Na casa de Davi seu servo. Como falou pela boca dos seus santos profetas, desde o princípio do mundo; Para nos livrar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam; Para manifestar misericórdia a nossos pais, E lembrar-se da sua santa aliança, E do juramento que jurou a Abraão nosso pai, De conceder-nos que, Libertados da mão de nossos inimigos, o serviríamos sem temor, Em santidade e justiça perante ele, todos os dias da nossa vida. E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, Porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos; Para dar ao seu povo conhecimento da salvação, Na remissão dos seus pecados; Pelas entranhas da misericórdia do nosso Deus, Com que o oriente do alto nos visitou; Para iluminar aos que estão assentados em trevas e na sombra da morte; A fim de dirigir os nossos pés pelo caminho da paz. E o menino crescia, e se robustecia em espírito. E esteve nos desertos até ao dia em que havia de mostrar-se a Israel.” – Lucas 1:57-80

Aos 26 anos, minha esposa e eu recebemos nosso primeiro filho no mundo. Ainda me lembro de como fiquei animado e sobrecarregado aguardando sua chegada.

VEJA TAMBÉM
Marcas de qualidade das igrejas que crescem

Teríamos um menino ou uma menina? Ele seria saudável? Mamãe ficaria bem com a entrega? Não consigo expressar em palavras como foi a sensação de segurar nosso filho, mas todo pai ou mãe sabe do que estou falando.

Você já esperou ansiosamente pelo nascimento de uma criança que amava e não podia esperar para conhecer? Essa é a história de Zacarias e Isabel.

Esse casal de idosos estéreis aguardava décadas para ser agraciado com o presente de um bebê. Além disso, o mundo aguardava a chegada de seu filho por centenas de anos, desde que os profetas prometeram sua vinda.

Agora, o nascimento de João finalmente chegou, e conseguimos compartilhar a alegria de Zacarias e Isabel ao celebrarem o nascimento de seu filho. Todos clamavam para nomear a criança; É incrível como algumas coisas nunca mudam. Todos os parentes pressionaram o casal a manter a tradição e nomear o menino Zacarias, depois de seu pai.

Isabel tentou explicar que o anjo Gabriel já os havia instruído a nomear a criança João. As pessoas olhavam para Zacarias por confirmação, mas ele ainda era incapaz de falar, desde a sua incredulidade inicial de que ele seria um pai. Ele ainda pode se comunicar, no entanto, Zacarias pega uma caneta e papel e escreve: “Seu nome é João“.

“E imediatamente sua boca foi aberta e sua língua solta“, diz Lucas, “e ele falou, abençoando a Deus” (Lucas 1:64). As primeiras palavras da boca de Zacarias em nove longos meses são palavras de louvor profético ao Senhor.

Tudo isso provocou admiração nas pessoas desta pequena cidade tranquila. A Bíblia nos diz que eles pensavam: “Então, o que esta criança será?” (Lucas 1:66) Aprendemos com Gabriel, a profecia de Zacarias, e a palavra de Jesus mais tarde que, além de Jesus, esse menino João não será menor do que o maior homem que já viveu.

VEJA TAMBÉM
O Poder Curativo das Aflições

Quando você pensa em pais piedosos, quem vem à mente que você sabe? Como você pode incentivá-los hoje?

por: Mark Driscoll
traduzido e adaptado por: Pb. Thiago Dearo

Deixe a sua opinião!

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido