Criadora de movimento pró-aborto, ensina as crianças que o aborto ‘faz parte do plano de Deus’

Criadora de movimento pró-aborto, faz vídeo que faz 'lavagem cerebral' nas crianças, promovendo o aborto.

Um vídeo que foi denunciado como “lavagem cerebral”, intitulado “Kids Meet Someone Who’s Had an Abortion”, “Crianças conheça alguém que teve um aborto”, foi postado nas redes sociais na sexta-feira.

O vídeo mostra a fundadora do movimento “Shout Your Abortion” , Amelia Bonow, fazendo perguntas para jovens e crianças sobre o aborto e diz a um jovem que ela acredita que “faz parte do plano de Deus”.

No vídeo, que recebeu mais de 400 mil visualizações no momento da publicação, Bonow explica que ficou grávida há alguns anos e “realmente não queria ter um bebê”, então decidiu, sem reservas, fazer um aborto.

Duas garotas perguntam a Bonow o que acontece quando se faz um aborto.

“Você vai ao médico, e eles colocam essa pequena palha dentro do colo do útero, e depois dentro do útero, e então eles apenas sugam a gravidez”, ela responde. “E como um dentista crônico ou algo assim. Foi assim: ‘Isso é uma coisa do corpo que é meio desconfortável’, mas depois que acabou, e eu me senti muito grata por não estar mais grávida. ”

Bonow também pergunta a um menino se ele acredita que há situações em que não é certo fazer um aborto.

Eu quero dizer se você está sendo imprudente [ou] se não há nada errado acontecendo”, ele responde.

“Queremos que as pessoas tenham todos esses bebês?” Bonow pergunta, discordando.

Não“, o menino responde.

Então, o que fazemos com eles?“, Ela questiona.

Coloque-os para adoção“, afirma o menino.

Bonow, continuando a discordar das respostas do menino, diz que a situação ainda a forçaria a “criar vida” e que ela ainda teria um filho em algum lugar do mundo – mesmo que as colocasse para adoção.

VEJA TAMBÉM
PT decide dia 17 se expulsa deputados anti-aborto

“Eu sinto que se eu sou forçado a criar a vida, eu perdi o direito à minha própria vida“, afirma ela. “Eu deveria ser a única a decidir se o meu corpo cria uma vida. Mesmo se você der uma criança para adoção, você ainda tem uma criança em algum lugar.”

Bonow então pergunta ao menino se ele é religioso, e pergunta o que ele acredita que Deus pensa sobre o aborto.

Acho que ele está bem com isso, porque ainda há bebês nascendo“, responde o menino, que então pergunta a Bonow o que ela pensa.

Eu acho que é tudo parte do plano de Deus”, afirma ela, mais tarde também afirmando que ela acredita que a vida não é até que o bebê nasça.

Bonow também pergunta às duas jovens – uma delas identificada como católica – o que elas acreditam sobre o aborto, e afirmam que a decisão depende da pessoa.

Eu me sinto apoiado por isso”, ela comenta, sorrindo.

A Duas adolescentes que da entrevista de Bonow também opinam que um “feto” no útero “ainda não é um ser humano”.

Eu meio que gosto de comparar isso com um pepino do mar. Não está pensando; é apenas viver ”, observa uma das adolescentes. “É como se o seu braço não fosse capaz de pensar complexo. Nem um bebê dentro do seu ventre.”

Mais tarde, Bonow diz aos adolescentes que ela acha que a palavra “pró-vida” é “propaganda, porque muitas vezes as pessoas dizem que não querem cuidar de pessoas que têm bebês que não podem pagar e então são totalmente pobres.”

“Eles querem privar as pessoas do acesso à saúde”, afirma ela. “E eu sou como ‘vocês não são pró-vida. Eu sou pró-vida ‘”.

No final do vídeo, um adolescente pergunta a Bonow se ela tem alguma tatuagem, e ela vira o lábio inferior para revelar a palavra “aborto” escrita por dentro.

VEJA TAMBÉM
Johnny Hammer, mais um clone do"Justin Bieber" secular para o meio Gospel

A postagem gerou mais de mil comentários no momento da publicação.

Isso é terrível“, escreveu um espectador. “Ela é uma adulta imprudente que não queria aceitar as consequências de seu comportamento imprudente, ela não tem nenhum remorso e está tentando promover seu comportamento imprudente e imoral para as crianças como sendo normal e bem”.

Eu não consegui terminar de assistir isso. Isso partiu meu coração ”, lamentou outro. “Essas crianças foram usadas como peões para promover uma agenda. Como muitos … disseram, vamos também ter uma conversa com alguém que lamente o seu aborto. Eu sei por experiência própria que a maioria das mulheres se arrepende de sua escolha. ”

Até onde eu sei, isso é uma lavagem cerebral em nossos jovens. Uma vez que eles são levados a acreditar nela, eles devem ver o que acontece quando um bebê é abortado ou talvez ouvir uma pessoa que sobreviveu a um aborto”, um terceiro opinou.

Doente“, escreveu outro. “Eu estava na sala de estar assistindo isso. Minha irmãzinha – ela tem 11 anos – sentou-se à minha frente. Eu olhei para cima e a vi em lágrimas, depois de ter ouvido o vídeo. Ela diz: “Ela realmente fez o aborto?” E chorou. É tão óbvio que isso está errado. Uma criança pode ver, mas essas pessoas não podem. Escolha? É desprezível.

1 Timóteo 4: 2 afirma que nos últimos dias, haverá aqueles que têm “a consciência gravada com ferro quente”. Provérbios 6:17 também declara que Deus “odeia mãos que derramam sangue inocente”.

Vídeo em inglês, ative a legenda e tradução para português

Deixe a sua opinião!

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido