Cristão desaparecido é encontrado na prisão

O destino de um cristão iraniano que desapareceu durante uma repressão maciça por parte das autoridades na igreja finalmente foi revelado após duas semanas de incerteza.

Jamshid Derakhshan foi finalmente autorizado a fazer um telefonema para sua família no dia 12 de dezembro, onde ele compartilhou que ele estava preso na prisão Rajaee Shahr e que ele esperava ser libertado sob fiança em breve. Sua família expressou preocupação pela saúde de Jamshid, já que ele sofre de uma doença no estômago.

Jamshid tem 64 anos e se converteu do islamismo ao cristianismo há mais de 30 anos. Ele já havia trabalhado em uma organização do governo, mas perdeu o emprego por causa de sua conversão.

Fontes conhecedoras da situação disseram ao Mohabat News que Jamshid estava viajando de sua cidade natal de Karaj para Hashtgerd no dia 30 de novembro, a fim de participar de uma cerimônia na igreja doméstica. No entanto, ele nunca voltou para casa e sua família não teve notícias dele por duas semanas.

As autoridades iranianas reprimiram duramente os cristãos nas últimas semanas. Mais de 100 cristãos, incluindo Jamshid, foram presos.

Enquanto alguns foram liberados, outros desapareceram. Alguns relataram que foram usadas técnicas duras de interrogatório durante a detenção. Isso tudo faz parte da tentativa do regime iraniano de intimidar a igreja antes do Natal.

Deixe a sua opinião!
VEJA TAMBÉM
Líder muçulmano acusa falsamente cristão de insultar Maomé

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido