Doença misteriosa está matando crianças no Camboja

Pelo menos 64 casos de uma doença misteriosa foram detectados no Camboja, país asiático próximo ao Vietnã. A maioria dos casos identificados atingiu crianças menores de três anos. De acordo com a última informação recebida, apenas uma sobreviveu à doença.

As crianças que ficaram doentes têm febre alta seguida de problemas respiratórios. Alguns também apresentam sintomas neurológicos, como convulsões. Eles podem sofrer de encefalite, que é um tipo de inflamação do cérebro. A maioria morre porque o pulmão não aguenta.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está trabalhando junto às autoridades do país e da região para descobrir mais sobre a doença misteriosa. O número de casos é baixo – 34 casos em junho, em comparação com 75.000 crianças doentes e 16.000 crianças hospitalizadas -, mas sua alta mortalidade é preocupante.

Os médicos estão alertando a população da região para ficar atenta aos primeiros sinais da doença, como falta de ar, febre e problemas neurológicos. Segundo as autoridades, não existem indícios de que a doença seja contagiosa, pois pacientes que tiveram contato com crianças doentes não foram infectados.

Cientistas e especialistas estão analisando dados e detalhes de cada caso para tentar entender melhor a origem ou causa da doença. A OMS e o Ministério da Saúde do Camboja disseram que, segundo resultados de suas análises, uma percentagem significativa das amostras apresenta valores positivos de EV enterovírus 71, uma forma mortal da doença mão pé boca, comum na Ásia, que nunca tinha sido identificada no Camboja.

Porém, mais testes terão que ser realizados para confirmar uma ligação desse vírus com a doença. Além disso, os médicos têm que determinar a causa dos sintomas respiratórios e se eles estão ligados a um fator tóxico.[CNNR7DN]

VEJA TAMBÉM
Escola Bíblica, em uma nação espiritualmente faminta pelas coisas espirituais

Hypescience / Portal Padom

Deixe a sua opinião!

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido