Emissora de televisão proíbe pregação do Evangelho da Prosperidade e Milagres

Os telespectadores estão descontentes com a cobertura sem precedentes dos profetas milagrosos em detrimento de notícias, esportes, negócios, entretenimento e outros programas.

Uma empresa de radiodifusão proibiu programas que pregam a prosperidade, anunciam profecias e prometem milagres, devido à indignação dos telespectadores, que denunciaram o enriquecimento de pastores que exigem dinheiro do público.

O presidente da Zimbabwe Broadcasting Corporation (ZBC), Albert Chekayi, confirmou que suspendeu os programas dos profetas para avaliar se eles não estavam violando os direitos do público.

Os telespectadores estão descontentes com a cobertura sem precedentes dos profetas milagrosos em detrimento de notícias, esportes, negócios, entretenimento e outros programas.

“O que aconteceu é que suspendemos temporariamente os programas para que possamos revisa-los levando em conta as muitas queixas que recebemos do público, a quem devemos, já que somos um meio público“, disse Chekayi.

“Esta decisão foi tomada por nós … porque somos responsáveis perante os ouvintes. Lembre-se, uma emissora pública não apenas foca nos lucros, mas também nos interesses do público. Uma vez que o processo esteja completo, nós reportaremos quais passos tomar”

Lembre-se, o Zimbábue é um país que defende a liberdade de religião, mas guiado pela Declaração de Direitos de nossa Constituição, as liberdades que são desfrutadas não precisam infringir os direitos de outros cidadãos.”

“Então, como uma emissora pública, temos um papel equilibrado para garantir que nenhum setor da população do país se ofenda com o conteúdo que transmitimos”, acrescentou.

Recentemente, o chefe da delegação da União Europeia (UE) no Zimbábue, embaixador Philippe Van Damme, disse que ficou surpreso com o grande número de profetas neste país.

“Na tradição bíblica do Antigo Testamento, muitos profetas são mencionados, mas eu nunca vi tantos usando esse título como neste país”, disse ele.

“Eu observo o fenômeno sociológico e eles me levam a concluir que há falsas notícias, também temos falsos profetas movidos por interesses comerciais”, disse ele.

Portal Padom

Com informações de DailyTrust

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido

Deixe sua opinião abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.