anuncios
Internacional

Estado Islâmico queima 3 mulheres vivas, por se recusar em matar civis inocentes

Terroristas do Estado Islâmico ordenaram que elas executassem civis, ao receber a recusa eles as executaram sem piedade queimando-as vivas

anuncios

Militantes do Estado Islâmico queimaram três mulheres que se recusaram em matar moradores que tentaram fugir de áreas mantidas pelo grupo em Mosul, segundo testemunhas.

O site de notícias Shafaaq citou as testemunhas dizendo que o grupo havia condenado à morte um grupo de civis por tentar fugir da região de Wadi Akab. Eles ordenaram às mulheres civis que executassem a sentença, de acordo com as fontes. Quando as três mulheres recusaram, queimaram-nas até morrerem.

Os relatos de notícias sobre atrocidades que afetam civis sob a regra do Estado Islâmico, embora amplamente atribuídos a fontes anônimas, têm sido corroborados pelas contas de civis relatados por agências de ajuda e organizações da ONU.

anuncios

Desde que surgiram em cena no Iraque em 2014 para proclamar um “califado islâmico”, membros do Estado islâmico executaram milhares de civis por violarem suas regras religiosas extremas, colaborando com forças de segurança iraquianas e tentando fugir de seus domínios. O grupo tem divulgado ocasionalmente imagens de execuções hediondas, realizadas por seus membros.

O grupo do Estado Islâmico atualmente está perdendo terreno e pessoal em uma campanha de segurança em larga escala, apoiada pelos EUA, pelo governo iraquiano em Mosul, seu último grande reduto no Iraque. A campanha entrou em um sexto mês e acredita-se que precisa de mais alguns meses para eliminar os militantes da cidade

Portal Padom

Comente

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido

anuncios