Os arqueólogos determinaram que uma estátua de um faraó egípcio de 4.300 anos de idade confirma a autenticidade de uma das passagens da Bíblia. A escultura – localizada em Hazor, ao norte de Israel e reconstruída em 1995 – seria prova do levante judeu contra Jabim, rei de Canaã.

Dimitri Laboury, da Fundação Nacional de Pesquisa Científica da Bélgica, aponta para o sítio arqueológico como o lugar onde os eventos descritos em Josué 11: 10-11 foram realizados, descrevendo a destruição da cidade de Hazor nas mãos das tropas israelenses lideradas pelo profeta Josué. O egiptólogo indica que a estátua foi destruída há cerca de 3 300 anos, quase ao mesmo tempo que tais eventos bíblicos ocorreram.

“As rachaduras indicam que o nariz estava quebrado e que a cabeça estava separada do resto da escultura antes de ser quebrada”, disse Laboury, co-autor do recente estudo arqueológico de um faraó egípcio não identificado.

“Curiosamente, nenhuma outra parte da estátua original foi recuperada no sítio”, informou a Live Science.

Os restos foram encontrados no mesmo complexo arqueológico onde outras estátuas egípcias foram encontradas, incluindo uma encontrada em 2013 que tinha as garras de uma esfinge.

Deixe a sua opinião!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here