Evangelho da prosperidade ‘prejudicou muita gente’, diz Benny Hinn em nova entrevista

Benny Hinn, dá primeira entrevista após renunciar o evangelho da prosperidade e revela que "prejudicou muita gente"

O evangelista Benny Hinn disse em uma nova entrevista que ele começou a mudar seus pontos de vista sobre o evangelho da prosperidade há vários anos e estava “perturbado” pelo número de pessoas afetadas negativamente.

Ele também diz que seus recentes comentários virais – onde ele negou o evangelho da prosperidade – não foram seus primeiros comentários públicos sobre o assunto.

O que eu disse alguns dias atrás, eu disse antes, mas ninguém parecia ouvir“, disse Hinn a David Diga Hernandez em uma nova entrevista .

Um clipe mostrando Hinn renunciando ao evangelho da prosperidade se tornou viral este mês, como o Portal Padom relatou anteriormente .

Isso não é novidade em meu coração“, disse Hinn a Hernandez. “Isso já dura dois anos, talvez mais. O Senhor tem lidado comigo pessoalmente… À medida que crescemos, vemos as coisas de maneira diferente.

Hinn foi impactado, disse ele, pelos depoimentos de pessoas que ouviram suas mensagens anteriores e disseram que nunca receberam a bênção prometida – como um “retorno de cem vezes” a uma oferta financeira.

As pessoas vieram até mim e disseram: ‘Por favor, não diga novamente. Não está funcionando na minha vida. E você sabe, às vezes você ignora”, ele disse. “Outras vezes, você simplesmente não sabe o que dizer ou fazer. Mas isso prejudicou muitas pessoas.

Hinn disse que não pode mais ficar calado sobre o assunto.

Estou pensando naquele cristão maravilhoso sentado [assistindo televisão]”, disse Hinn. “E se essas cem vezes nunca voltarem? O que isso faz com a fé deles? O que isso faz com o futuro dele e o futuro dela? Sejamos honestos: quantos você sabe que já teve o retorno de 100 vezes?

VEJA TAMBÉM
Pastor revela medicação que lhe ajudou a vencer a depressão e ansiedade

Hinn disse que quer “voltar à Bíblia” e pregar o evangelho – não prosperidade.

Nossas doações devem estar no coração do amor ao Senhor, ao evangelho”, ele disse.

Fazendo referência ao que a Bíblia ensina sobre riqueza, Hill acrescentou: “Nosso próprio Senhor Jesus não era rico, mas não lhe faltava. Os apóstolos não eram ricos. Eles não tiveram falta. (…) Paulo deixou bem claro em Timóteo que aqueles que foram abençoados devem fazer o bem e devem ser doadores.

Solicitado a definir “evangelho”, Hinn respondeu: “O evangelho é Jesus, o Filho de Deus, que veio à terra, viveu uma vida sem pecado, provou ser o Filho de Deus, pelos milagres, pela morte e ressurreição. E nós temos que pregar Jesus, crucificado, e Jesus ressuscitou. E apontar as pessoas para a cruz. Porque a cruz é vida. A cruz é o que traz mudanças à vida deles.”

Comente

Participe de nosso grupo no WhatsApp e receba nossas novidades.

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido