Ex-ministro da Saúde de Gaza afirma que “Israel está usando armas proibidas”

“Todos os estudos demonstram que Israel está usando armas proibidas, tanto pela quantidade como a natureza do mesmo“, disse Bassem Naim, ex-ministro da Saúde da Faixa de Gaza, em uma entrevista com a RT.

“Os israelenses tem destruído inúmeros edifícios e casas usando bombas de percussão que tem provocado o colapso além das construções ao redor. Além disso, corpos recolhidos estavam completamente carbonizados, o que prova o uso de arma proibida. Há cerca de 160 feridos nesses ataques, a maioria deles são crianças, mulheres e idosos. Assim como a maioria das mortes são crianças, com queimaduras entre 75% a 90% de seus corpos”, explica o político.

O anúncio ocorre em meio a crescentes suspeitas de que Israel esteja usando fósforo branco em áreas palestinas povoadas por civis. Sendo que o fósforo branco se trata de uma substância utilizada para provocar incêndios e paredes de fumaça, capazes de queimar gravemente pessoas, sendo considerado por muitas organizações como uma arma química. Alguns médicos nos hospitais de Gaza afirmam que as lesões e estão tratando foram produzidas pelos ataques israelenses e que “podem ter sido causado pelo fósforo branco.”

Estas declarações se chocam drasticamente com as palavras de Alex Selsky, o porta-voz do gabinete do primeiro-ministro israelita. Segundo ele, o governo hebreu não tem intenção de prejudicar civis: “O Exército israelense não feriu nenhuma criança, somente os terroristas. Seu único desejo é defender-se”. “Os membros do Hamas se escondem entre os civis, perto de escolas. Apelamos ao povo de Gaza para que fujam dos terroristas, para que ninguém sofra nenhum dano “, disse o porta-voz aconselhou.

Portal Padom

Deixe a sua opinião!
VEJA TAMBÉM
5 mil israelenses recebem a mensagem do Evangelho em Jerusalém

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido