Grupo ligado à Al-Qaeda ameaça cristãos

W300px_031110s-iraq
Os cristãos estão na mira da Al-Qaeda.
O Estado Islâmico do Iraque, um grupo ligado à rede terrorista ameaça os fieis que se encontram dentro e fora do país.
A organização diz que os cristãos passaram a ser um alvo legítimo, depois da Igreja Copta do Egipto ter esgotado o ultimato para libertar duas mulheres que se converteram ao Islão.
Esta terça-feira, atentados coordenados com marca do grupo provocaram, de acordo com o último balanço, 64 mortos e 320 feridos.
Os ataques ocorreram em diferentes bairros xiitas de Bagdad com recurso a viaturas armadilhadas.
Dois dias antes, um comando da Al-Qaeda atacou uma catedral católica, em plena missa, no centro da capital, provocando, a morte a mais de 50 pessoas.
Mas as ameaças e os ataques não intimidam os cristãos do Iraque.
“Não damos valor a estas ameaças. A nossa fé é inabalável. Não damos atenção a este tipo de palavras e gestos, venham eles de onde vierem” afirma um cristão.
Os líderes da igreja católica no país acreditam que as ameaças vão contribuir para a saída de cristãos do Iraque.
Algumas igrejas reforçaram, entretanto, a segurança.

Euronews/Portal Padom

Comente

VEJA TAMBÉM
35 cristãos são presos por orar em suas próprias casas

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido