Os jovens iranianos estão escolhendo seguir a Jesus em número crescente, apesar do doutrinamento islâmico estrito em suas famílias e escolas estaduais.

Os cristãos sofrem perseguição no Irã, mas, apesar desta realidade, o número de jovens convertidos em Cristo aumentou surpreendentemente nas últimas duas décadas, de acordo com Mohabat News.

O clérigo muçulmano Ayatollah Alavi Boroujerdi, que dirige um seminário islâmico, confirmou os “relatórios que os jovens estão se tornando cristãos e congregando em igrejas clandestinas”.

“Esta alta taxa de conversão da juventude iraniana para o cristianismo está ocorrendo notavelmente, apesar do forte doutrinamento islâmico da juventude dentro de suas famílias e no sistema educacional”, diz o relatório.

Cristãos iranianos possuem fé e alegria diante a perseguição

O governo islâmico do Irã dedica grandes orçamentos ao apoio das organizações muçulmanas que promovem o islamismo entre os jovens, dentro e fora das fronteiras do Irã. Esses esforços para atrair jovens iranianos são muito mais visíveis nas cidades islâmicas, Mashhad e Qom “, diz o texto.

“Apesar desses esforços, a juventude iraniana parece estar cada vez mais alienada do Islã, o que é uma grande preocupação para o governo islâmico iraniano“, acrescentou o relatório.

O governo iraniano respondeu a esse alerta gastando milhões na propaganda islâmica e promovendo campanhas sólidas para fechar igrejas em todo o país.

+ Pastor iraniano é condenado à morte por ‘crimes contra Deus’

No entanto, de acordo com as estimativas do grupo missionário “Elam Ministries”, atualmente existem mais de 360.000 cristãos no Irã, enquanto havia apenas 500 em 1979.

Os líderes da Igreja acreditam que milhares de pessoas (jovens e velhas) podem se render a Jesus nos próximos anos, devido a fome espiritual que existe e o desapontamento com o regime islâmico”, informou o grupo.

Portal Padom

Deixe seu comentário!