As lésbicas, bissexuais e transexuais transgenitalizadas, terão “tratamento especial” neste mês de março no Hospital da Mulher em Recife, no bairro do Curado. 

Segundo o jornal Diário de Pernambuco, essas pessoas poderão ser atendidas sem marcação prévia de consulta e que esse anuncio foi feito na última quarta-feira, no Dia Internacional da Mulher, pela direção da unidade de saúde, que explica que esse tipo de atendimento será feito pela manhã e é exclusivo para quem mora na capital pernambucana.

Inicialmente, o público LBT será atendido pelo serviço psicossocial, que faz parte de uma equipe multiprofissional. Ainda nesta quarta-feira, outras atividades marcaram o primeiro dia de comemorações. Pela manhã e à tarde, consultoras de beleza proporcionaram para as usuárias, limpeza de pele e maquiagem. No Centro de Imagem, as primeiras 200 pacientes receberam uma caneta em forma de rosa, como uma homenagem pelo Dia da Mulher. A iniciativa foi da coordenação e das funcionárias do serviço.

No ambulatório e na recepção do hospital, a dermatologista Carla Rocha promoveu salas de espera (mini palestras) sobre cuidados com a pele; e o nutricionista Ricardo Duarte falou sobre alimentação saudável. Nesta quinta, as atividades serão voltadas para os funcionários da unidade. Já na sexta, estão programadas diversas palestras. E, no ambulatório do Planejamento Familiar (reprodutivo), haverá incremento de atendimento para inserção de DIUs e diafragmas. À exceção do atendimento LBT, todas as outras atividades estão voltadas exclusivamente para pacientes que já estão com agendamento marcado no hospital.

Ambulatório LBT

É um dos serviços especializados do Hospital da Mulher do Recife. Ele foi criado com o objetivo de promover a saúde integral dessa população, com uma abordagem humanizada e respeitosa. O serviço funciona desde a inauguração do hospital, de segunda à sexta-feira, no período da manhã e da tarde, para todas as especialidades médicas oferecidas pela unidade. Porém, a primeira consulta médica começa pela Ginecologia.

Em resumo, dar-se a entender que no Dia da Mulher, quem ganha o presente não é uma mulher…

Deixe seu comentário!