Milhares exigem publicamente enforcamento de Asia Bibi

Milhares de islamitas radicais protestam contra medida que determina soltura de cristã Asia Bibi, eles exigem o seu enforcamento imediato.

181

Protestos contra a absolvição de uma mulher cristã condenada por blasfêmia atraíram mais de 11 mil pessoas nas ruas de várias grandes cidades do Paquistão.

Na sexta-feira, 5.000 islamitas radicais se reuniram na capital Islamabad pedindo a execução pública de Asia Bibi – enquanto quase 4 mil encenaram uma manifestação na cidade de Lahore, no leste do país.

Manifestantes bloquearam grandes ruas e incendiaram dezenas de veículos em protesto contra a decisão do Supremo Tribunal do Paquistão, na quarta-feira, de que a mãe de cinco filhos deveria ser libertada.

Bibi foi condenada em 2010 por blasfêmia e sentenciada à morte depois de ser acusada de insultar o profeta Maomé. Ela sempre negou qualquer irregularidade.

Outros comícios foram realizados em Peshawar – uma cidade no norte do Paquistão – e em uma importante estrada que liga Islamabad a Rawalpindi, uma cidade na província de Pubjab. Segundo a Associated Press, nenhuma violência foi relatada.

Enquanto isso, um advogado que representa um clérigo na província de Punjab, que apresentou as acusações iniciais de blasfêmia contra Bibi, pediu ao mais alto tribunal do Paquistão para rever sua decisão de absolver. Ameaças de morte foram feitas contra os juízes.

Os juízes ainda precisam determinar quando a petição será ouvida. Teme-se que a libertação de Bibi – que ainda está sendo mantida em um local não revelado – possa ser adiada pelo processo.

Reverter sua decisão seria uma medida rara da Suprema Corte no Paquistão. Revisões do tribunal geralmente levam anos. Ainda não está claro para qual país Asia Bibi viajará após sua libertação. A França e a Espanha ofereceram asilo.

Deixe a sua opinião!