No último sábado, o cantor evangélico Nani Azevedo, participou do programa “Onde os Francos Têm Vez”, apresentado pelo radialista e compositor Elvis Tavares, onde pode falar um pouco sobre sua carreira, cenário evangélico e a atual situação política do Brasil.

Veiculado pela rádio Sara Brasil FM de Florianópolis, em Santa Catarina, ao ser questionado sobre o fato da crise política e institucional ocorrer no mesmo período em que a população evangélica no país cresce, Nani não poupou críticas. “O Brasil está nessa situação política, e a maior culpada de tudo isso é a própria igreja”, disse o cantor, que explanou sua tese.

“A igreja não tem tido unidade, cada um está preocupado com o seu próprio umbigo, é um querendo pegar membro do outro, é uma competição. Não existe unidade no corpo e para o corpo. Isso no geral. Não estou dizendo que não tem gente boa. Tem. Mas no geral tá assim”, disse Nani.

Azevedo afirmou que os evangélicos brasileiros deveriam se mover mais para orar pelo Brasil. “A igreja está preocupada em fazer reuniões. Ninguém tem visão própria, é um copiando a visão do outro, tudo o que vem lá de fora a gente vai comendo. Infelizmente”, criticou.

O cantor também fez suas críticas ao grupo de evangélicos que compõem o cenário legislativo da Câmara. “A bancada evangélica lá em Brasília é pequena demais, fraca demais e também não é unida. Sabe quem vai dar jeito nisso aí? Só Jesus. Mas através da igreja”, concluiu Nani Azevedo.

Entre outros temas abordados no programa, o músico falou de suas visões acerca do atual cenário de música cristã contemporânea no país, sua trajetória como intérprete, incluindo sua antiga parceria com Jorge Araújo, além de outros detalhes artísticos desde o disco que o revelou nacionalmente, Bendito Serei (2007).

Gospel Prime

COMPARTILHE

Deixe seu comentário!