“Não deveríamos pregar sobre o inferno sem lágrimas nos olhos”, diz pastor cheio do Espírito Santo

Ele disse ainda que os pastores precisam ser fiéis às suas convicções, em vez de sucumbir ao medo e pressão ao abordar temas culturais da última hora no púlpito.

Esta semana, em um episódio de Fox and Friends , o pastor Ron Lewis da Every Nation Church em Nova York disse que os pastores precisam ser fiéis às suas convicções, em vez de sucumbir ao medo e pressão ao abordar temas culturais da última hora no púlpito.

Um novo estudo do Barna Group, publicado em janeiro, revelou que metade dos pastores americanos se preocupa em pregar sobre questões culturais como aborto, questões LGBT e a realidade do inferno simplesmente porque eles podem ofender alguém.

Lewis apareceu no programa Fox News com o pastor Michael Youssef, de Atlanta, e o pastor Corey Brooks, de Chicago.

Porque somos chamados por Deus para pregar o evangelho e pregar o conselho de Deus, realmente precisamos ser fiéis à Palavra de Deus e não cair em medo ou na franca preocupação em ofender as pessoas“, disse Lewis ao Dr. Steve Greene em um episódio recente de “Greenelines” na Charisma Podcast Network. “Por exemplo, o tópico do inferno. Precisamos ir mais fundo em nossa compreensão teológica do inferno.

Eu sei que há um movimento hoje que iria querer ignorar completamente o inferno. Obviamente, o universalismo está crescendo em popularidade através de certos professores“, disse Lewis. “Mas, é como um dos homens antigos disse, não devemos pregar o inferno sem lágrimas aos nossos olhos. Se realmente acreditamos nisso, não devemos ser tão arrogantes com isso. Não queremos que ninguém acabe no inferno portanto, não precisamos ser o obstáculo, mas deixar que a própria Palavra de Deus penetre no coração e também deixar-nos, como embaixadores de Cristo, sentir o que Deus sente e ver o que Ele vê. “

Para mais dos pensamentos do pastor Ron Lewis em pregar sobre questões culturais, ouça o podcast abaixo em inglês:

Comente

VEJA TAMBÉM
Emissora de televisão cristã, expulsa pastor por fazer comentários contra a homossexualidade

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido