Nasce grupo extremista cristão contra o Estado Islâmico

Noticias gospel –  Segundo o portal informativo cristão Bibliatodonoticias, surgiu um novo grupo cristão, que tem o objetivo de combater o Islã, o qual se comprometeu a lutar contra a ‘influência de migrantes’ no Reino Unido.

O novo movimento político da Grã-Bretanha, tem causado grande polêmica, pois em seu lançamento oficial sinaliza o Islã, como uma ‘ideologia fascista incompatível com a vida britânica’.

A filial britânica do grupo extremo de direita alemã, Patriotas Europeus Contra a Islamização do Ocidente (PEGIDA), marcou em sua entrada na esfera política do Reino Unido com uma série de declarações provocadoras e divisivas sobre o Islã e a atual crise de refugiados.

noticias-gospel-extremistas-cristaos-pegida-estado-islamicoO novo grupo, foi criado pelo ex-líder da English Defence League (EDL) Tommy Robinson, que também anunciou o seu primeiro protesto programado; e cuja mensagem faz uma convocação a seus partidários para ‘salvar a nossa cultura’.

Dirigindo-se aos jornalistas durante um pub em Luton, o ser. Robinson disse: “Temos um problema ideológico neste país com o Islã: Não é assimilado de nenhuma maneira“.

“Nossos líderes políticos e os nossos líderes europeus estão trabalhando contra os interesses das pessoas com a aglomeração de refugiados, que é uma invasão de migrantes. E nós queremos replicar a resistência da PEDIGA na Alemanha e no Reino Unido, a qual será muito diferente da maneira em que a English Defence League  (A Liga de Defesa Inglesa) faz as coisas”.

Em seguida, acrescentou: “Me oponho ao Islã como uma ideologia fascista. Nós somos um grupo anti-muçulmanos; Lamentamos que os muçulmanos são vítimas de Islã ….

Ele também anunciou que a primeira grande manifestação da PEDIGA acontecerá em Birmingham. O grupo incluíra uma “marcha pacífica e silenciosa”. Ao mesmo tempo, os organizadores alertaram aos participantes que “não permitirá álcool é não será tolerado máscaras em seus rostos“, em uma tentativa de evitar a violência.

VEJA TAMBÉM
Vítimas de acidente aéreo em São Francisco iriam participar de acampamento de igreja evangélica

A caminhada é organizada em conjunto com os ramos da PEDIGA em toda a Europa, cujo lema é “Salvar nosso país, Salvar o nosso futuro.”

Líderes do Conselho Municipal de Birmingham emitiram uma declaração perante a próxima marcha dizendo “Brummies não concordam com as ideias baseadas em preconceito, intolerância e ódio”.

Portanto, o lançamento previsto de um novo grupo em Birmingham é rejeitada pelo Conselho.”

O grupo PEDIGA, cujo nome é uma sigla alemão para o movimento Patriotas Europeus Contra a Islamização do Ocidente, tem sido acusado de ser um grupo de ódio da extrema direita.

Além disso, a nomeação do seu novo líder, Paul Weston, é vista como controversa por alguns depois de sua prisão em 2014 por incitar o assédio racial.

O ativista veterano foi preso em um comício em Winchester, depois que ele citou uma passagem aparentemente anti-Islã de um livro de Winston Churchill.

Mas desta vez Weston disse: “Se nos permite ter tranquilidade e fazermos demonstrações pacíficas; o que será de interesse para moderar a Inglaterra, as pessoas que sentem isso, podem levar seus filhos, seus netos … “, disse Weston. Ele também deixou claro que o movimento não quer confronto com a extrema esquerda.

Também se uniu a alta diretoria do grupo, Anne Marie Waters, presidente da Sharia Watch e ex-candidata parlamentar pela UKIP.

PEDIGA, começou na Alemanha, onde, todavia tem o maior número de seguidores. Mais de 25 mil pessoas participaram de uma marcha em Dresde o mês passado.

VEJA TAMBÉM
Casal cristão é assassinado em Arauca

O movimento também tem filiais na Dinamarca e Noruega, mas forma impedidos de realizar as marchas na Espanha, Suíça e Bélgica. btn

Portal Padom

Deixe a sua opinião!

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido