O mal da igreja nos dias de hoje é ‘condenar as pessoas’ afirma pastor

Pastor lamenta que existem pregadores e cristãos nos dias de hoje que estão agindo igual Jonas, em ‘condenar’ as pessoas, sendo exatamente o oposto da atitude de Deus

“Muitos pregadores e cristãos ‘gostam’ de condenar as pessoas”, disse Tim Keller, afirmando que “isso é exatamente o oposto da atitude de Deus”.

Em uma entrevista  no sábado no programa TBN de Mike Huckabee sobre seu novo livro, O Profeta Pródigo: Jonas e o Mistério da Misericórdia de Deus , o estimado teólogo e ex-pastor da Igreja Presbiteriana do Redentor em Manhattan explicou que lições importantes sobre se relacionar com pagãos, não crentes pessoas podem ser tiradas da vida desse profeta do Antigo Testamento em particular.

Jonas queria condenar o povo de Nínive e não gostava do povo a quem Deus o enviou, explicou.

Jonas foi para a cidade e pregou para a cidade, mas não amava a cidade“, disse Keller, quando perguntado sobre o que os cristãos podem fazer hoje, dado que ele finalmente fez o que Deus queria que ele fizesse, mesmo que ele não quisesse e foi desobediente a princípio.

Isso não foi bom o suficiente para Deus, porque no final, ele diz a Jonas, como você pode não amar uma cidade com 120.000 pessoas que não conhecem a mão direita da esquerda“, acrescentou.

Uma lição principal da vida de Jonas é que Deus diz que não é suficiente pregar a verdade sem amor no coração de alguém, ele continuou, um ponto reforçado no Novo Testamento em 1 Coríntios 13.

Embora o julgamento de Deus seja real, “se você pregar o julgamento sem lágrimas, não terá o espírito de Jesus“, disse Keller, fazendo referência às palavras do pensador e escritor cristão Francis Schaeffer.

Porque quando Jesus olhou para Jerusalém, e ele soube na época que esta era uma cidade que iria se levantar e esmagá-lo, mas ele olha para Jerusalém e diz ‘Jerusalém, Jerusalém, se você soubesse as coisas que dizem ao seu respeito, Mas agora eles estão escondidos de seus olhos Eu gostaria de te levar sob minhas asas Do jeito que uma mãe galinha leva seus filhotes sob suas asas. É incrível a compaixão, mesmo que ele esteja pregando o julgamento”.

VEJA TAMBÉM
Caixas de Bênçãos - Igreja alimenta os famintos de uma maneira surpreendente

Deus julga porque Ele é justo, mas não é algo que ele gosta, enfatizou, “e não devemos desfrutar em condenar as pessoas“.

Mas eu acho que temos muitos pregadores e cristãos que gostam de condenar as pessoas“, disse ele.

Huckabee concordou, observando que tal criticismo é “uma das tragédias da igreja moderna“.

O ex-governador de Arkansas, agora apresentador da TBN, explicou que outra lição que ele tirou do livro de Keller era que existe um perigo inerente para os cristãos manterem suas congregações parecendo com eles mesmos, que teriam medo de alguém entrar em suas portas raça ou cultura diferente.

Keller concordou, observando que Jonas é o “oposto do bom samaritano“.

Deus pediu a ele para ir para pessoas que são racial e religiosamente diferentes e ele não queria ir. E no final ele só vai a contragosto“, disse ele, apontando que ao longo do livro sempre que Jonas interage com os pagãos eles são sempre mostrados como mais admirável. Assim, nos mostra que todos, religiosos ou pagãos, estão igualmente perdidos e precisam da graça de Deus, concluiu ele.

Deixe a sua opinião!

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido