Onde demônios vão uma vez que são expulsos de uma pessoa?

Para onde enviamos os demônios depois de expulsá-los? Ao ministrar na área de libertação, podemos experimentar vários ministérios usando diferentes modelos de cura e envio de demônios para vários lugares. Acredito que uma das razões pelas quais a igreja não abraça completamente o ministério da libertação é porque quando ouvimos os demônios sendo expulsos, há tantas variações que as pessoas ficam confusas sobre o que é o caminho certo ou qual é o caminho bíblico.

Existem variações na libertação. A maioria das libertações não é a mesma. Dizemos que no meu ministério a libertação não é um ministério simples: não há duas sessões ou experiências iguais. No entanto, existem algumas práticas bíblicas que devem ter comunalidade.

Uma das questões mais controversas e questionadas é: “Para onde enviamos demônios depois de expulsá-los?” Como ministro que hospeda escolas de treinamento de libertação, ouvi as seguintes respostas:

  • Lance-os aos pés de Jesus.
  • Comande-os de volta ao abismo.
  • Envie-os para os lugares secos.

Todas estas são práticas anti-bíblicas. Nossas igrejas atuais não estão adotando a libertação. Se quisermos que a igreja, as pessoas e os ministérios aceitem o ministério de libertação, devemos fazer a libertação bíblica e seguir o exemplo de Jesus na maneira como Ele expulsou os demônios da Bíblia. Quando olhamos para os exemplos bíblicos de Jesus expulsando demônios, não vemos que Ele os enviou para nenhum lugar, nem que Ele ensinou Seus discípulos a enviá-los a qualquer lugar.

Certa vez, os demônios pediram para entrar no porco.

E todos aqueles demônios lhe rogaram, dizendo: Manda-nos para aqueles porcos, para que entremos neles. E Jesus logo lho permitiu. E, saindo aqueles espíritos imundos, entraram nos porcos; e a manada se precipitou por um despenhadeiro no mar (eram quase dois mil), e afogaram-se no mar.” – Marcos 5:12,13

VEJA TAMBÉM
O que a Bíblia diz que devemos fazer com um filho rebelde?

No entanto, esse exemplo não é um modelo para ordenarmos os demônios a entrarem em animais ou em qualquer outro lugar. Jesus não ordenou que os demônios fossem para qualquer lugar. O fato é que Ele apenas ordenou que saíssem.

Jesus emitiu os seguintes comandos e declarações ao expulsar demônios:

-“Vá!” (Mt 8: 32b)

– “Repreendeu o demônio (Mt 17:18).

– “Cala-te, e sai dele” (Marcos 1:25).

– “Saia deste homem, espírito imundo” (Marcos 5: 8).

– Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele, e não entres mais nele.” (Marcos 9:25).

– “estás livre da tua enfermidade.” (Lucas 13: 12b).

Ao pesquisar essas Escrituras mostrando o ministério de libertação de Jesus Cristo, não encontramos nenhuma prova bíblica que levasse a essas declarações ou depois que os demônios libertaram que Ele os enviou para qualquer lugar.

Não se deixe levar por onde enviá-los e qual é a formulação correta. Vamos simplesmente fazer o que Jesus nos ordenou a fazer: “expulsar demônios“. Libere o ministério de libertação, ordenando ao demônio que saia em nome de Jesus. Depois, certifique-se de que a pessoa esteja cheia do Espírito Santo. Ajude-os a se tornarem ativos em uma boa igreja. Encoraje-os a serem discipulados por um mentor forte, participe de um estudo bíblico ou seja ativo em um grupo de oração cheio do Espírito. Ajude-os a encher de volta espiritualmente para que todos os lugares secos e vazios, os lugares que os demônios acabaram de desocupar, sejam preenchidos com as coisas de Deus para que nenhum demônio tenha o direito de reentrar nesses lugares. A libertação e o discipulado devem andar de mãos dadas para realmente libertar os cativos. Vamos trabalhar no ministério de libertação como Jesus fez, mas vamos ter certeza que seja uma libertação bíblica.

VEJA TAMBÉM
Malafaia explica: Jogar na loteria, bingos, ou jogo do bicho é pecado?

Novela Jesus – A libertação do jovem endemoniado

por: Kathy DeGraw
Traduzido e adaptado por: Pb. Thiago Dearo

Comente

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido