Notícias gospelA igreja católica romana inicia em seu calendário nesta terça-feira (13) o ano santo da igreja chamado de Jubileu da Misericórdia, e uma declaração e ato do sumo pontífice da igreja chamou a atenção do mundo inteiro.

2013-667577681-2013-632583040-2013-632155244-2013072637540.jpg_20130726.jpg_O Papa Francisco deu uma declaração onde concede autoridade a todos os padres da igreja a perdoar a pratica do aborto cometido por mulheres. O poder, no entanto só era prerrogativa dos bispos que em algumas particularidades poderiam delegar autoridade aos padres.

“Conheço bem os condicionamentos que as levaram tomar esta decisão. Sei que é um drama existencial e moral. Encontrei muitas mulheres que traziam em seu coração a cicatriz causada por esta escolha sofrida e dolorosa” disse Francisco.

O Jubileu da Misericórdia começara com a abertura das portas da basílica de São Pedro no Vaticano no dia 13 de dezembro e se estendera até o dia 20 de novembro de 2016.

Para que as mulheres sejam perdoadas, devera cumprir um ritual que prevê que elas façam uma peregrinação até as igrejas católicas e confessem o pecado e comunguem. O ato do Jubileu também serve para absolver as pessoas que de qualquer forma participaram do ato de aborto relata o padre brasileiro Geraldo.

Caso não haja possibilidade das pessoas irem a igreja confessar, elas devem fazer penitencia em suas próprias casas oferecendo o próprio sofrimento como forma de participar do perdão.

O que acham da atitude do Papa, deixem suas opiniões.

 

André Santos

Portal Padom

Deixe seu comentário!