Papa Francisco afirma que as falsas notícias são um “pecado muito grave”

Apesar dos seus comentários, o pontífice elogiou o trabalho dos jornalistas ao dizer que eles desempenham um papel fundamental nas sociedades democráticas.

O Papa Francisco fez no último sábado, uma série de declarações sobre as falsas notícias durante uma reunião com a imprensa católica. Ali o pontífice sustentou que tais notícias constituem em um “pecado muito grave” que afeta a todos os que estão envolvidos, segundo público o jornal The Guardian.

Apesar de sua forte opinião sobre essa questão, Francisco elogiou o trabalho dos jornalistas ao dizer que eles desempenham um papel fundamental nas sociedades democráticas. Ele também lembrou a necessidade de fornecer informações precisas, completas e corretas. “Não devem cair nos pecados da comunicação, na desinformação, mostrando apenas um lado, em calúnias que são sensacionalistas ou na difamação, procurando por notícias antigas que já foram abordadas e trazidas à luz novamente”.

Os comentários do líder da Igreja Católica foram uma prévia de sua próxima mensagem anual, que provavelmente abordará o assunto de notícias falsas. “É um pecado grave que machuca o coração do jornalista e dói nos outros“, disse Francisco, referindo-se à manipulação das notícias.

Deixe a sua opinião!
VEJA TAMBÉM
Viver a Vida: Um festival de traições

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido