Durante seu voo de volta ao Vaticano, após sua visita a Armênia, Papa Francisco acrescentou que a igreja não tem o direito julgar os homossexuais, mas que deve respeita-los.

O Papa Francisco disse que a igreja católica deveria pedir perdão aos gays por tê-los marginalizados. Acrescentou que a Igreja não tem o direito de julga-las, mas que deveria respeita-las. Estas afirmações do sumo pontífice foram pronunciadas durante um voou de volta ao Vaticano após sua visita a Armênia, segundo informou a ACI Prensa.

Francisco disse que segundo o Catecismo Igreja Católica, os homossexuais “não são discriminados, devendo ser respeitados, acompanhados pastoralmente”. O religioso também disse que sua igreja deve também pedir desculpas para outras categorias pessoas: “Acredito que a igreja não somente deve pedir desculpas (…) a uma pessoa homossexual que ofendeu, mas também tem quer pedir perdão aos pobres, as mulheres que tem sido exploradas, as crianças obrigadas a trabalhar, pedir perdão por ter abençoado tantas armas”.

O religioso chegou nesta sexta-feira na capital da Armênia, Erevan, como parte sua visita de três dias a este país, que foi o primeiro a declarar o cristianismo como a religião oficial.

O que você acha desta declaração do Papa Francisco? Deixe a sua opinião abaixo!

Portal Padom

Deixe seu comentário!