Na última terça-feira, 11, o pastor evangélico João Alves Filho, mais conhecido como Pastor João, foi preso em uma ação policial, sobre a acusação de ter vendido terrenos de um loteamento de maneira ilegal na região de Feira de Santana, 109 km de Salvador.

Segundo a Policia Civil, o religioso vendeu dezenas de terrenos do bairro Olhos d’Água, usando a empresa GHP Empreendimentos, que pertence a ele.

João usava um escritório que tem na parte de cima do templo da Igreja Casa do Povo, que ele pastoreava. No escritório, os policias prenderam computadores e documentos.

Após ser submetido a exames de lesão corporal no Departamento de Polícia Técnica (DPT), o pastor João foi encaminhado ao Presídio Regional de Feira Santana, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Com informações A Tarde

Deixe seu comentário!