Pouco mais de 70% dos americanos se identificam como cristãos, mas a maneira como imaginam a aparência de Deus varia de acordo com sua demografia e política, de acordo com um estudo conduzido por uma equipe de psicólogos da Universidade da Carolina do Norte (EUA) e publicado na revista científica PLOS One.

No estudo “ Faces de Deus nos EUA: Revelando a diversidade religiosa entre as pessoas e a política”, os pesquisadores concluíram que os cristãos americanos dizem que não têm uma visão universal da face de Deus.

Esses especialistas apontam que “nossos resultados sugerem que pode não haver uma única resposta para todos os crentes, mesmo dentro da mesma religião”, segundo a qual, quando os crentes pensam em Deus, eles percebem uma imagem que “se adapta às suas necessidades e parece com eles “.

Os 511 americanos foram mostrados pares aleatórios de rostos e instruídos a selecionar aqueles que achavam que estavam mais próximos de como imaginavam que Deus é, e combinando todas as escolhas, os pesquisadores “montaram” uma única face de um homem branco e jovem e com cabelo curto.

Por tendência política, os liberais têm a imagem de um Deus “relativamente mais feminino, afro-americano e carinhoso” que os conservadores, que o consideram “mais velho, mais inteligente e mais poderoso”.

Essas diferenças “são consistentes com pesquisas anteriores”, que mostram que as visões de Deus “são determinadas por motivações de grupo e vieses cognitivos”: “até mesmo pessoas da mesma nacionalidade e da mesma fé parecem ter uma idéia diferente sobre a aparência de Deus “, concluem os especialistas.

Portal Padom

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido

Deixe o seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here