Professor cristão e proibido de fazer comentários sobre a homossexualidade

Um acadêmico católico romano da Universidade de Oxford negou a autoria de escritos homofóbicos depois que os estudantes começaram uma petição exigindo que ele fosse removido de seu posto.

Um acadêmico católico romano da Universidade de Oxford negou a autoria de escritos homofóbicos depois que os estudantes começaram uma petição exigindo que ele fosse removido de seu posto.

Mais de 350 pessoas assinaram uma petição que acusa o Prof. John Finnis de “um longo histórico de visões extremamente discriminatórias contra muitos grupos de pessoas desfavorecidas”.

O professor emérito de direito e filosofia jurídica disse ao jornal The Oxford Student: “A petição contesta minha posição e meu testemunho no contencioso constitucional americano.”

“Qualquer pessoa que consulte o site da Faculdade de Direito e siga os links da petição pode ver muitos erros da petição. Eu mantenho todos esses escritos. Não há uma frase ‘fóbica’ neles.”

A petição alega que Finnis descreveu a homossexualidade como “destrutiva”.

Também alega que ele comparou os atos homossexuais à bestialidade em um artigo publicado em 1994 pelo Notre Dame Journal of Law, Ethics and Public Policy.

O artigo, intitulado “Lei, Moralidade e Orientação Sexual”, diz que “o acoplamento genital deliberado de pessoas do mesmo sexo é repudiado …”.

Os signatários também conclamam a Universidade de Oxford a “esclarecer sua posição oficial” sobre os acadêmicos que possuem opiniões discriminatórias.

Um porta-voz da instituição disse: “A Universidade de Oxford e a Faculdade de Direito promovem uma cultura inclusiva que respeita os direitos e a dignidade de todos os funcionários e estudantes.

“Estamos certos de que não toleramos qualquer forma de assédio de indivíduos por qualquer motivo, incluindo orientação sexual.

“Igualmente, a política de assédio da universidade também protege a liberdade de expressão acadêmica e é claro que o debate acadêmico vigoroso não representa assédio quando conduzido com respeito e sem violar a dignidade dos outros.

“Toda a atividade de ensino da Universidade, incluindo a da Faculdade de Direito, é conduzida de acordo com esses princípios.”

Deixe a sua opinião!
VEJA TAMBÉM
Primeiro competidor transgênero participa do concurso Miss Universo, perde

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido