Pergunta – Bom dia! Gostaria de saber que tipos de pecado têm que se dirigir ao anjo da igreja e confessarmos publicamente? – Amauri

Pastor Rafael Granetto, responde:  A Paz do Senhor meu irmão Amauri.

A Bíblia nos fala que pecamos contra Deus desobedecendo a Sua vontade, indo contra a Sua natureza, Sua autoridade, Sua justiça e Sua bondade. Esse tipo de pecado, contra Deus, se deve confessar a Ele (Salmos 32: 3-5).

“Quando eu guardei silêncio, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado”.

O pecado quebra nossa comunhão com Deus “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Isaías 59: 2). Muitas orações não são respondidas por haver pecados não confessados em nossas vidas “Se eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá” (Salmos 66: 18). A confissão é a maneira pela qual rejeitamos o pecado e somos restaurados à comunhão com Deus “Porque eu declararei a minha iniquidade; afligir-me-ei por causa do meu pecado” (Salmos 38: 18). Podemos confessar nossos pecados à Deus pois Ele é fiel e justo para nos perdoar “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (1João 1: 9).

E a Bíblia fala que pecamos também contra o próximo causando-lhe algum prejuízo, ofendendo-o, etc… Quando o pecado é cometido contra o próximo não basta confessar somente a Deus. Deve-se confessar também à pessoa ofendida, juntamente com a devida reparação (Lucas 19: 8-9).

“E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão”

De todos os pecados você deve se arrepender e confessar a Deus, como já vimos, mas os pecados cometidos contra seu próximo (No caso de sua pergunta: Anjo da Igreja ou a Igreja em geral) você necessitará de confessar ao pastor e se são cometidos contra Igreja, então a confissão pública “Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5: 16).

O natural é que haja perdão por parte do pastor e da Igreja, pois é isso que Jesus nos orientou a fazer, perdoar para ser perdoado “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores” (Mateus 6: 12). E não devemos cessar de perdoar (Mateus 18: 21-22)

“Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?

Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.”

Mas, querido irmão, preciso ser franco, infelizmente muitas vezes o que encontramos nas Igrejas são pessoas que não tem estrutura para ouvir o pecador, ai então, ao invés da confissão do pecado trazer restauração, cura, e paz, acaba por trazer julgamento, inimizade, rancor e mais pecado ainda. Aconselho então, por não saber qual é o costume da Igreja a qual o irmão faz parte, que o mais sensato seria o pastor da Igreja avaliar o que acontece em cada caso e então, a partir dessa análise, indicar uma confissão pública se necessário ou não.

Espero ter lhe ajudado…

Na Paz dEle que nos ama, Jesus Cristo nosso Senhor, amem.

por: pr. Rafael Granetto

Então, quem quiser enviar perguntas para nossa seção Pergunte ao Pastor, clique aqui!

Portal Padom

COMPARTILHE