A polícia da Itália entrou na quarta-feira no apartamento do ex-secretário do cardeal Francesco Coccopalmerio, localizado no palácio do ex-Santo Ofício, no Vaticano, onde acontecia uma orgia gay com muita drogas, informou a imprensa italiana.

Ao localizar o próprio prelado, os policiais o detiveram e o encaminhou para a clínica Pio XI para desintoxicação. Atualmente ele se encontra em um retiro espiritual em com convento na Itália.

A intervenção das forças policiais, ocorreu devido a denúncias, pela constante chegada de convidados para este apartamento. Assim também aparecerem suspeitas de um carro de luxo com placa de licença da Santa Sé, que estava em poder do religioso. O cardeal Coccopalmerio ocupa o cargo de presidente do Conselho Pontifício para os Textos Legislativos.

Outro escândalo sexual envolvendo sacerdote do Vaticano.

Nesta quinta-feira, o cardeal australiano George Pell, “número três” do Vaticano que atua como assessor financeiro do papa Francisco, foi acusado de crimes sexuais contra menores e agora enfrenta outras acusações de supostos crimes.

Este caso, se trata de um representante do Vaticano de maior influência acusado por crimes de abuso sexual, representando um duro golpe contra a Santa Sé, que tem sofrido vários reveses em sua credibilidade política de “tolerância zero” em respeito aos abusos sexuais.

No entanto, a Igreja Católica australiana assegura que Pell “rejeita rigorosamente” as acusações contra ele é que se deverá “vigorosamente” diante a Corte. – rt

Portal Padom

COMPARTILHE

Deixe seu comentário!