Sucessor de Osama Bin Laden pede que os egípcios ataquem Israel

O novo líder da organização terrorista Al Qaeda, Ayman al-Zawahiri, na semana passada lançou na internet vários vídeos pedindo aos egípcios que completem sua revolução Islâmica atacando Israel e assim realizar a “jihad para libertar a Palestina”.

Em um dos vídeos, que foram postadas em fóruns na Internet frequentados por muçulmanos, Zawahiri disse que a revolução egípcia havia sido interrompida precocemente.

“A batalha não acabou”, insistiu o sucessor egípcio de Osama bin Laden. “Cada pessoa sincera no Egito (deve) fazer uma campanha popular para completar a revolução que foi interrompida”.

De acordo com Zawahiri, a maioria dos egípcios quer ser governados pela lei islâmica. E enquanto a Irmandade Muçulmana defende a  Sharia, esta assumiu as rédeas do poder no Cairo, Zawahiri disse que o novo governo egípcio ainda está muito endividando para com os Estados Unidos e o Ocidente.

Zawahiri pediu egípcios para “sequestrar cidadãos dos países que fazem guerra contra os muçulmanos”, em particular os Estados Unidos, que têm um grande número de presos terroristas islâmicos ligados à Al-Qaeda e a Irmandade Muçulmana.

Em outro vídeo, Zawahiri, voltou sua atenção para Israel, chamando egípcios para renovar manifestações contra a Embaixada de Israel no Cairo e se opor a todos os esforços para normalizar as relações entre os dois países.

Zawahiri, disse que o novo presidente egípcio Mohamed Morsi, precisa esclarecer sua posição sobre “a jihad para libertar a Palestina”.

Traduzido e adaptado de Israel Today por Portal Padom

Portal Padom

Deixe a sua opinião!
VEJA TAMBÉM
Há um ano, morriam: Osama bin Laden e David Wilkerson

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido