Trai meu noivo, arrependi ele me aceitou, mas sinto que não me perdoou o que faço?

Pergunta ao Pastor – Além de nosso amado pastor André Lepre, que durante esses anos tem nos ajudado em responder as perguntas que nossos internautas nos enviam, a partir de a gora, estamos contando  com a colaboração do meu amigo e também amado pastor Rafael Granetto, da cidade de Jaú, SP.

Rafael, eu o conheço a alguns anos quando ele morou em minha cidade e com certeza é um grande homem de Deus que com certeza, juntamente com o André estará sendo usado por Deus para responder nossos irmãos… Então, quem quiser enviar perguntas para nossa seção Pergunte ao Pastor, clique aqui, que um desses dois vasos terão o prazer em responder! 

Pergunta: Bom dia, pastor. Há dois anos trai meu noivo. Me arrependi e ele me aceitou de volta. Porém, dois anos se passaram e ele não se mostra ter me perdoado de verdade. Aliás, ele sempre comete erros graves, conversa com mulheres casadas e possui fotos íntimas delas. Quando questiono sobre isso com ele, a resposta é sempre a mesma: “tomo essa atitude pra esquecer a traição, pois se você não tivesse feito isso, eu não agiria assim“. A questão é que ele não confia mais em mim, sempre me proíbe de ter amigos homens e até de ir a médicos homens.

Não posso mexer nas redes sociais porque pra ele eu estou conversando com ‘meus machos’. Ele colocou um espião no meu celular e fica me monitorando. Querendo dar pitaco ou reclamar das conversas que tive com minhas amigas. Inclusive, ele rastreia meu celular e até diz se gostou ou não do local em que fui com minha própria família. Mesmo com tudo isso, ele é amoroso e me ajuda muito. Sinto falta dele, gosto muito dele, mas não sinto mais prazer ao estar com ele. Às vezes a distância dele me faz muito bem, mesmo o amando muito. O problema é que já estamos organizando tudo para casar. Enfim, até que ponto uma pessoa pode ser julgada pelo erro que cometeu há anos? É correto pecar e justificar suas falhas nos erros alheios? Por acaso, ele errar com atitudes pornográficas o faz melhor do que eu, pois errei primeiro? Isso é atitude de um cristão? Deus aprovaria um casamento dessa maneira, visto que o amo, mas não sou feliz ao lado dele? Ele perdoou de verdade? São muitas dúvidas, pastor. Peço perdão, mas estou muito confusa. Esses problemas estão me afastando de Deus e isso não é correto. Obrigada! – Fernanda

Pastor Rafael Responde: A paz do Senhor, amada irmã Fernanda. Respondendo as suas perguntas… Sobre o pecado cometido no passado, por causa do arrependimento e confissão, saiba que Deus a perdoou e te recebe como filha (1 João 1: 9  “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça”). Mas, diferente de Deus que se esquece dos nossos erros cometidos, o homem desprovido da graça de Deus, não esquece. Além de não esquecer, ainda é hábil na arte de lembrar o pecador de seus erros, é como dizem “lançar os pecados em rosto”. Deus não é assim, leia esse texto (Hebreus 10: 17-18Dos seus pecados e iniquidades não me lembrarei mais. Onde esses pecados foram perdoados, não há mais necessidade de sacrifício por eles”). Assim, uma pessoa não pode ser acusada por um pecado do qual já se arrependeu e confessou “…não há mais necessidade de sacrifício…” Parece-me que é exatamente isso o que lhe ocorre, você esta se sacrificando emocionalmente com as atitudes dele. Você fez algo errado, mas tendo se arrependido, corretamente pediu perdão e procurou a reconciliação. A atitude dele de recebê-la foi nobre mostrando que ele tem algum sentimento por você, mas vejamos…

Respondendo outra pergunta feita. Não, não é correto pecar “justificando” suas falhas nos erros alheios e isso não o faz melhor. O apóstolo Paulo em sua primeira carta aos Coríntios no capitulo 13 nos mostra a suprema excelência do que é o verdadeiro amor. O que vemos é que no amor não pode haver espaço para suspeitar o mal ou desconfiança, quando há o amor há perdão. Não podemos afirmar que ele não a ama, mas tentar acusa-la do erro dele não tem nada haver com amor. O problema na conduta dele na questão pornográfica pode ser muito complexo, mas toda e qualquer complexidade em Jesus Cristo pode ser vencida. Essas atitudes dele somente demonstram que ainda ele não conseguiu esquecer o que aconteceu. Como ele tem essa fraqueza aproveita para lhe lançar em rosto e isso, lamento dizer, se não for tratado vai perdurar para o resto da vida de vocês.

O mais sensato a ser feito é vocês sentarem e terem uma conversa franca, para que haja confissão de pecado, oração e cura nos sentimentos de ambos conforme a palavra de Deus diz em (Tiago 5: 16Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”). Através dessa conversa transparente e madura, vocês poderão falar o que cada um realmente sente a respeito do outro e principalmente o que cada um sente a respeito da futura união pelo casamento.

Cuidado para que vocês não iniciem algo tão belo como o casamento, de maneira tão desarmoniosa como você mesmo disse. Mostre para ele que a melhor forma de receber o perdão e também de fornecer o perdão é através de Jesus Cristo. Ore junto com seu noivo dando lhe a orientação de que só Deus pode perdoar e fornecer a graça de também nós perdoarmos. Convide-o para viver uma nova vida no caminho de Cristo Jesus.

Creio que o casamento entre vocês só deve acontecer quando o relacionamento de vocês for totalmente curado por Jesus Cristo.

Espero ter ajudado, na Paz daquele que nos ama, Jesus Cristo nosso Senhor.. Amém.

Pr. Rafael Granetto

Portal Padom

COMPARTILHE

Deixe seu comentário!