Ensinemos nossos filhos a respeitarem cada ser humano independente de sua cor, crença, ideologia ou sexualidade, mas ENSINEMOS O CAMINHO em que devem andar, pois respeitar o outro, não significa que modo de vida do outro me sirva de padrão.


A transexualidade é a nova pauta da Rede Globo. Convencer de que o que era tratado até pouco tempo atrás como um transtorno de personalidade, agora é algo comprovado pela ciência, com fundamentos na genética, vasta e profundamente estudado pela psicologia.

MENTIRA! Não há qualquer estudo científico, genético, psicológico, psiquiátrico… que feche o assunto transexualidade, afim de que se possa dizer a sociedade coisas concretas como a Rede Globo e a mídia que pensa a partir dela tenta enfiar na mente da sociedade.

Mas, você sabe o que é transexualidade? A grosso modo é quando o homem se olha no espelho e se vê no corpo errado, pois a MENTE dele é de mulher ou a mulher que acha que está aprisionada em um corpo que não é o seu, pois ela não é ela, ela é ele, na sua MENTE. A transexualidade não se trata, segundo os defensores da idéia, de uma opção sexual, mas de identidade de gênero.

Bem, respeito à todas as pessoas, independente de sua orientação sexual, mas se aproveitar de experiências pessoais e íntimas de algumas pessoas, que devem ser respeitadas em suas múltiplas formas de enxergar sua sexualidade, para tentar promover uma verdadeira LAVAGEM CEREBRAL no povo brasileiro, como se o que até ontem, repito, era um transtorno de personalidade, agora é algo tão natural, que qualquer médico, psicólogo, psicanalista, psiquiatra, geneticista, comprovariam com facilidade, já é demais.

A Rede Globo, está a serviço da DESCONSTRUÇÃO de tudo aquilo que até hoje nós entendemos como parâmetro ético, moral e cristão. Todos os seus programas semanais e principalmente suas próximas novelas tratarão desse assunto como um tema fechado, que somente não pode ser compreendido por pessoas “homofóbicas”, “preconceituosas”, “retrógradas” como nós – segundo eles.

A razão disso tudo é que esses covardes querem CONFUNDIR a mente, ainda em formação de nossas crianças e adolescentes, que naturalmente podem se identificar como a transexualidade, ou seja, se verem no corpo errado, já que o conhecimento de sua sexualidade biológica, portanto natural, ainda está em formação e esses desgraçados sabem disso.

Um cristão não pode ACREDITAR na transexualidade, ele pode RESPEITAR quem se vê como transsexual, pois acreditar que um homem pode nascer em um corpo de mulher e uma mulher em um corpo de homem, conforme eles querem nos dizer, significa dizer que o Criador errou na criação de alguns seres humanos, portanto não poderia imputar a esses o pecado da homossexualidade, pois Deus os criou assim.

por: Pastor Otoni de Paula

COMPARTILHE

Deixe seu comentário!

comentarioo