Um novo ato do presidente americano Donald Trump, exige que dezenas de países europeus relatem os passos que tomaram para compensar os sobreviventes do Holocausto que perderam a propriedade aos nazistas.

Donald Trump assinou uma lei na quarta-feira que vai pressionar dezenas de países para recuperar bens roubados de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

A lei, denominada Justiça para Sobreviventes Não Compensados, ou JUST, exige que o Departamento de Estado supervisione as atividades de dezenas de países europeus sobre o assunto e informem ao Congresso se cumprem suas obrigações e promulgam leis e regulamentos que permitem aos sobreviventes do Holocausto para localizar sua propriedade e exigir a sua devolução.

O projeto foi precedido por uma campanha de pressão exercida por uma fonte anônima que enviou centenas de e-mails para os membros do Congresso dizendo que o ato era uma lei anti-polonesa escrita em Tel Aviv. Muitos na Polônia estão insatisfeitos com a lei e afirmam que sua intenção era pressionar a Polônia a emendar uma lei polonesa que discriminaria os sobreviventes do Holocausto polonês com relação à sua capacidade de reivindicar propriedade roubada pelos nazistas.

A mídia de direita na Polônia criticou drasticamente a lei. “Acabe com essa loucura, isso pode custar à Polônia dezenas de milhões”, disse uma manchete em um grande jornal polonês. “A indústria do Holocausto está atacando a Polônia”, disse outro.

Portal Padom

Com informações de Itongadol

Deixe a sua opinião!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here