Você nunca se casa com a pessoa certa

Você acredita ou procura casar com a pessoa certa? Entenda a verdade sobre essa questão que todas as pessoas tem que enfrentar.

Como nossa cultura entende mal a compatibilidade.

Nas gerações passadas, havia muito menos conversa sobre “compatibilidade” e encontrar a alma gêmea ideal. Hoje, estamos à procura de alguém que nos aceite como somos e satisfaça nossos desejos, e isso cria um conjunto irrealista de expectativas que frustram tanto os pesquisadores quanto os pesquisados.

No artigo de humor clássico de John Tierney “Picky, Picky, Picky” (Exigente demais, tradução livre) ele tenta nobremente nos fazer rir da situação impossível em que nossa cultura nos colocou. Ele relata muitas das razões pelas quais seus amigos solteiros lhe disseram que haviam desistido de seus relacionamentos recentes:


“Ela pronunciou ‘Goethe’incorretamente”.


“Como eu seria capaz de levá-la a sério depois de descobrir que ele gosta de música coutry?”


“Se ela emagrecesse uns três quilos…”.


“Tudo bem ele é sócio, mas não é de uma grande empresa. Ele usa umas meias pretas curtas demais”.


“Começou bem… rosto lindo, corpo escultural, sorriso cativante. Estava tudo correndo às mil maravilhas até que ela se virou”. Ele fez uma pausa dramática e balançou a cabeça: “…os cotovelos dela eram encardidos”.

Em outras palavras, algumas pessoas em nossa cultura querem muito de um parceiro de casamento. Eles não veem o casamento como duas pessoas defeituosas se unindo para criar um espaço de estabilidade, amor e consolação, um “refúgio em um mundo sem coração”, como descreve Christopher Lasch. Em vez disso, elas estão procurando alguém que os aceite como eles são, complementem suas habilidades e cumpram seus desejos sexuais e emocionais. Isso realmente exigirá uma mulher que seja “romancista / astronauta com experiência em modelagem de moda” e o equivalente em um homem. Um casamento baseado não na autonegação, mas na auto-satisfação, exigirá um parceiro de baixa ou nenhuma manutenção que atenda às suas necessidades, enquanto não faz quase nenhuma reclamação sobre você. Simplificando – hoje as pessoas estão pedindo demais no parceiro do casamento.

VEJA TAMBÉM
Noiva tem ataque de riso durante casamento - Assista

VOCÊ NUNCA SE CASARÁ COM A PESSOA CERTA

A Bíblia explica por que a busca pela compatibilidade parece ser tão impossível. Como pastor, falei com milhares de casais, alguns trabalhando na busca do casamento, alguns trabalhando na manutenção do casamento e alguns trabalhando para salvar o casamento. Eu os ouvi dizer repetidamente: “O amor não deveria ser tão difícil, deveria vir naturalmente.”

Em resposta, sempre digo algo como: “Por que acreditar nisso? Alguém que queira jogar beisebol profissional diz: ‘Não deveria ser tão difícil atingir uma bola rápida’? Alguém que queira escrever o maior romance americano da sua geração diz: ‘Não deve ser difícil criar personagens credíveis e uma narrativa convincente’?”

A resposta compreensível é: “Mas isso não é baseball ou literatura. Isto é amor. O amor deve vir naturalmente se duas pessoas forem compatíveis, se forem verdadeiramente almas gêmeas. “

A resposta cristã para isso é que não há duas pessoas compatíveis. O professor de ética da Duke University, Stanley Hauerwas, fez essa afirmação famosa:

“Destrutiva ao casamento é a ética de autorrealização que assume o casamento e a família é primariamente instituição de realização pessoal, necessária para nos tornarmos ‘completos’ e felizes. A suposição é a de que há alguém certo para nos casarmos e que, se olharmos bem de perto, encontraremos a pessoa certa. Essa suposição moral negligencia um aspecto crucial do casamento. Não percebe o fato de que sempre nos casamos com a pessoa errada.”

Nós nunca sabemos com quem nos casamos; nós apenas pensamos que fazemos. Ou mesmo se nos casarmos primeiro com a pessoa certa, basta dar um tempo e ela ou ele vai mudar. Para o casamento, ser [o que é enorme] significa que não somos a mesma pessoa depois de entrarmos nela. O principal desafio do casamento é aprender a amar e cuidar do estranho com quem você se encontra casado.

VEJA TAMBÉM
Braços levantados, vitória garantida! Pastor André Lepre

Hauerwas nos dá a primeira razão pela qual duas pessoas não são compatíveis para o casamento, ou seja, que o casamento nos muda profundamente. Mas há outro motivo. Quaisquer duas pessoas que se casam são espiritualmente quebrantadas pelo pecado, o que, entre outras coisas, significa ser egocêntrico – vivendo a vida incurvatus em si. Como o autor Denis de Rougemont disse, “Por que pessoas neuróticas, egoístas e imaturas de repente se tornam anjos quando se apaixonam …?” É por isso que um casamento bom é mais dolorosamente difícil de alcançar do que a proeza atlética ou artística.

O inexperiente e de talento natural não é permitido que jogar beisebol como profissional ou escreva uma ótima literatura sem sofrer disciplina e trabalho enorme. Por que seria fácil viver amorosamente e bem com outro ser humano à luz do que é profundamente errado em nossa natureza humana? De fato, muitas pessoas que dominam o atletismo e a arte falharam miseravelmente no casamento. Assim, a doutrina bíblica do pecado explica por que o casamento – mais do que qualquer outra coisa boa e importante neste mundo decaído – é tão doloroso e difícil.

A razão pela qual o casamento é tão doloroso e maravilhoso é porque é um reflexo do Evangelho, que é doloroso e maravilhoso ao mesmo tempo. O Evangelho é – somos mais pecadores e falhos em nós mesmos do que jamais ousamos acreditar, e ao mesmo tempo somos mais amados e aceitos em Jesus Cristo do que jamais ousamos esperar. Este é o único tipo de relacionamento que realmente nos transformará.

O amor sem verdade é sentimentalismo; nos apoia e nos afirma, mas nos mantém em negação sobre nossas falhas. A verdade sem amor é a dureza; nos dá informações, mas de tal forma que não podemos realmente ouvir. O amor salvador de Deus em Cristo, no entanto, é marcado por uma verdade radical sobre quem somos e, ao mesmo tempo, com um compromisso incondicional e radical conosco. O compromisso misericordioso nos fortalece para ver a verdade sobre nós mesmos e nos arrepender. A convicção e arrependimento nos leva a nos apega e nos faz descansar na misericórdia e graça de Deus.

VEJA TAMBÉM
Monstros marinhos, gigantes e anjos! Por que você deveria estudar os monstros assustadores e surpreendentes da Bíblia?

Os tempos difíceis do casamento nos levam a experimentar mais desse amor transformador de Deus. Mas um bom casamento também será um lugar onde vivenciaremos mais esse tipo de amor transformador em nível humano.

Este artigo é extraído de THE MEANING OF MARRIAGE (O SIGNIFICADO DO CASAMENTO) © 2011 por Timothy Keller com Kathy Keller.

Traduzido e adaptado por: Pb. Thiago Dearo

Deixe a sua opinião!

Assine nossa Revista Online Gratuitamente: 

Email:

Nenhum spam garantido